Skip to content

Dragões de meltal enferrujam?

19, 03, 2008

Latones

Salve, nobres aventureiros! E muitíssimo obrigado a todos os que manifestaram saudades deste velho dragão. Sabe como é, na minha idade é comum dar um cochilo após o almoço e acordar dali a uns três meses. Principalmente quando o almoço em questão passa metade desse tempo lutando pra que você o cuspa de volta. Ossos do ofício. Mas agora, vamos ao que interessa: responder cartinhas!

“Olá, Sr. Lata Velha! Me esclareça uma dúvida que me consome há anos: dragões metálicos enferrujam?”

Paulo Prata – Ouro Preto, Minas Gerais

Olá, Sr. Prata! É com muito prazer que aterrorizo mais um escriba indefeso para que ele rabisque, em trêmulas linhas, minha resposta à sua cartinha cheia de amor e plenitude. Trata-se de uma dúvida persistente entre os estudiosos de dragões, uma vez que o tenebroso fantasma da oxidação aterroriza a nós, dragões enlatados, de formas diferentes. Dragões de metal enferrujam? Oh, sim! Mas depende do dragão, do metal e das CNTP (Condições Normais de Temperatura e Pressão. Não lembram? Vão estudar física e química, humanóides estúpidos!).

Assim sendo, vamos fazer como eu fiz com aquele cavaleiro mané e dividir o tema em pedaços. Vou descrever a questão Ferrugem x Dragões falando sobre cada um dos INSUPORTÁVEIS dragões de metal nobre – aqueles novos-ricos esnobes – e seus primos pobres e patéticos, os Dragões de Bijuteria. Prepara o Bombril pra polir essa moçada – mas sem aranhar!

Dragões de Metal Nobre

São imponentes, altivos, elegantes, sábios, vaidosos… umas ladies. Pra eles, todos os demais dragões são ralé. Especialmente o pobre Latão velho que vos fala. Mas isso não impede que uma criatura magnânima e absolutamente não-rancorosa como eu exalte as boas (?) qualidades (??) destas criaturas tão adoráveis (???) e que não enferrujam quase nunca. Luz na passarela, que lá vêm eles!

Dragões de Ouro : enferrujar? Jamé, meu bem! Dragão de Ouro nunca enferruja, vira purpurina. Aí a gente derrete, faz cordão e penhora lá no prego da Caixa Econômica, até o prejuízo passar. Dragões de ouro acham que têm o rei na barriga. Mas a verdade é que reis de verdade raramente se submetem a fazer parte da dieta de um Dragão de Ouro: dá muito trabalho digerir os antepastos que precedem o prato principal – no caso, centenas de cavaleiros que têm muita espinha (as lanças) e carapaças de aço que dão uma azia desgraçada. Mesmo em ocasiões especiais, os Dragões de Ouro têm que se contentar em ter um barão ou um conde na barriga. E olhe lá.

Dragões de Prata : não enferrujam, mas você tem que ter pele boa pra usar. Senão ele fica logo preto, um horror. Aí tem que esfregar o bichinho com Polidor Brasso, que tem aquele cheiro medonho, pra ele voltar a refletir o luar em todo o seu esplendor. Ai, ai.

Dragões de Platina : ferrugem pra chegar até aqui tem que malhar muuuuuito, meu amor. Os de platina são inoxidáveis, inquebráveis, inabaláveis, não têm cheiro e não soltam as tiras. As únicas coisas que os afetam genuinamente são o tédio e os vícios: depois de milênios sendo tão absolutamente perfeitos e adoráveis, acabam acometidos de uma deprê existencial ter-rí-vel e se chapam com barbitúricos suíços – no entanto, só aqueles de formulações experimentais e aviadas (noss…) por laboratórios mortos de exclusivos. Acho digno.

Dragões de Bijuteria ou Wannabes

São uns dragões novos-ricos que querem abalar de qualquer maneira, mas não têm berço e por isso são discriminados, coitadinhos. A muito custo, conseguiram mudar suas referências no Draconomicon: de Dragões Ouro-de-Tolo ou Dragões Folhados, passaram a ser chamados de Dragões Semijóias – um termo muito mais politicamente correto, mas que ainda trai o “pé na cozinha” desses emergentes.

Dragão Michelin : são muito disputados por aventureiros de classe mais baixa, e tidos como o presente perfeito para aquela ladina biscateira que ainda tem níveis baixos em Avaliação e não consegue reconhecer dragões realmente valiosos. Olhando assim rapidinho, o Dragão Michelin até parece Ouro – mas com o tempo eles descascam e ficam pretos. Dá dó.

Dragão Romannel : evolução natural dos Dragões Michelin. Algumas celebridades instantâneas juram que gostam deles, mas os substituem por dragões mais caros assim que ganham status. Os Dragões Romannel não descascam com tanta facilidade e não ficam escuros com o tempo, mantendo seu douradinho ilusório por uma ou duas estações. Mas entortam e dão alergia. Evitáveis.

Então, é isso. Espero ter esclarecido nessas breves linhas parte de suas dúvidas sobre o processo degenerativo dos dragões enlatados. Mas lembre-se: mantenha seu dragão metálico sempre reluzindo, evite o excesso de água e não os alimente demais: eles se tornam Metais Pesados, que são muito tóxicos e acabam sendo abatidos pra serem transformados em bateria de celular – um destino tão terrível que me arranca faíscas das escamas só de imaginar! Isola! Queima, Bahamut!

Texto por: Alexandre Santana, vulga latones.

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. everson permalink
    7, 04, 2008 4:41 pm

    muito legal,nao sempre que eu acho estes textos, onde conseguir mais desses textos?

  2. 7, 04, 2008 5:13 pm

    Everson,

    estes texto você vai achar aqui mesmo, pode observar aqui no nosso blog

    tem bastantes coisas legais.

  3. Leão Bravo permalink
    3, 05, 2009 9:26 am

    Ola! Bom… não que eu seja fã de vocês, mas eu gostaria de saber como os dragões lidam com a questão do circulo de proteção, sabe, cuidar de quem está dentro e ingorar ou predar quem está fora. Lido com essas questões muitas vezes, e seria bom ouvir uma opinião de alguem mais… não que você seja velho, claro!.. Só que… sei lá!.. Vóz da experiencia, essas coisas… porque você está muito bem conservado, quero enfatizar isso!.. bom… até mais!..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: