Skip to content

Um paladino, um destino, um caminho e varias escolhas – Parte 04

8, 04, 2008

Começa a se fazer os efeitos das ervas, fazendo com que todos os aventureiros e a rainha desmaiam sobre o corpo inerte de Brian Lockheart. Quando eles abrem os olhos percebem que estão em uma vastidão bem ampla e ao fundo podem observar uma grande torre se erguendo ao horizonte.

Eles caminham por alguns instantes e chegam perto da base da torre, nesta base da torre se observar um grande golem de mirtral e aos pés deste golem sentado em uma cadeira esta uma forma cheia de tatuagens negras e um ar pesado que lembre muito a Brian.

Logo os aventureiros questionam aquela forma quem venha a ser ela e pergunto pelo Brian a qual todos conhecem, imediatamente responde ao questionamento.

Forma Obscura: “Eu sou aquele do passado, que ficou muito tempo aprisionado. Logo estarei livre, nunca mais este maldito estará a me segurar aqui.”

Todos se entreolham, olham para a Rainha esperando uma idéia ou solução. Sinceramente todos estavam preocupados com que esta acontecendo e querendo entender.

O Paladino toma uma atitude para tentar buscar o seu amigo. Ele estica a mão para o a Forma Obscura do Brian, enche os seus pulmões e grita com toda a sua força e sinceridade.

Paladino: “BRIAN, SEI QUE ESTA AI DENTRO. E NÃO VOU DESISTIR DE VOCÊ NUNCA MEU AMIGO. NUNCA VOU TE ABANDONAR. VAMOS CONTINUAR A NOSSA MISSÃO E VOCÊ VOLTARA CONOSCO MEU AMIGO”

Ao terminar a sua fala, a Forma Obscura da um sorriso e uma das tatuagens que o cobria sumiu. Imediatamente após ter visto isso, o Paladino some de perto do seu grupo e do universo da mente de Brian.

Acordando no mundo real, o Paladino vê que esta de volta perto dos corpos adormecidos dos seus amigos. Pouco a pouco um de cada vem acordando, a ultima foi a Rainha que antes de acordar abraça a Brian. Todos observam que Brian acorda, mas imediatamente ele dorme novamente, mas desta vez ele esta apenas em um sono profundo comum, relaxando a mente e seu corpo.

Pouco tempo depois o grupo e chamado pela Rainha que pergunta pela sua irmã, todos ficam sem entender o que se trata. Nem sabiam que a Rainha tinha uma irmã. Ela explica que aquela líder do grupo que controlava o submundo no porto, a ladina, era a sua irmã. Continuou explicando que ela deveria ser trazida ate ela para conversarem e também comunicou a todos que ela estaria fazendo parte do grupo deles. O Swasbuck não gostou muito da historia, pois tinha aquele pequeno desentendimento e sentimento contra ela, mas agora teria que engolir seco isso.

O grupo de aventureiros sai em direção à prisão onde estava alocada a ladina, mas ao chegar lá descobrem que a mesma havia fugido e o guarda estava desmaiado. Acordando o guarda descobre que ela tinha derrubado o guarda e saído pela porta da frete. Eles começam a procurar por ela, chegam por trás da prisão para averiguar se existia algum rastro da mesma por lá. Enquanto começam a se perguntar derrepente o Swasbucker e surpreendido com uma faca em seu pescoço, era a Ladina que aparecerá e questionara o grupo que estava fazendo ali.

Eles tentam explicar a situação, o acontecido, sobre a rainha, sobre a importância dela para o grupo e para o reinado. Durante este processo todo ainda havia a troca de farpas entre a ladina e o swasbuck. No meio destas farpas todos são interrompidos com uma grande explosão vindo do porto. Imediatamente guardam as suas armas e correm em direção do porto para ver que esta acontecendo.

(Continua…)

Texto por: Christian Alencar

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: