Skip to content

Um paladino, um destino, um caminho e varias escolhas – Parte 08

30, 04, 2008

 

Paladino

Chegando em frente da cidade, após passarem o portal, o grupo de aventureiros se depara com uma situação totalmente caótica e descontrolada. Pessoas correndo, fugindo, gritando em total desespero. Tentando fugir de um pesadelo que ao longe se ouve seu rugir e suas pesadas passadas.

Podia se vê ao longe a passada pesada da movimentação da horda com as suas armas e seu apretechos de guerra em direção a cidade e a conquista do reino, ali séria o ponto em que a batalha estava total e iminente. O grupo sabia que teria pouco tempo para retirar as pessoas dali, fortificar a cidade para o combate e ainda ganhar tempo para chegada do exercito do reinado.

Brian e Ivan preparam uma substância utilizando um pergaminho dado pela rainha para fortificar as defesas da cidade, tudo baseado no seu fogo primordial. Conjuram e preparam a esta substância que devera ser jogada nos muros, enquanto isso os outros estão retirando gradualmente as pessoas da cidade e preparando os poucos soldados que ainda se encontram na cidade. Na maioria destes soldados são novos e inexperientes, dava para ver em seus olhos a total e completa inexperiência em combates e ainda mais a este nível em que a cidade vai enfrentar.

O Dante e o paladino estavam retirando todos dos muros mais externos, colocando eles em rotas de fuga e recolhendo o maior número de armamentos para serem usados no combate e armar as tropas que estariam ali defendendo. Quando são chamados por um miliciano para chegar aos muros.

Se aproximando do muro, os dois conseguem ver os magos lançando uma substancia enegrecida com uma essência mágica nos muros. Desta forma parecia que eram mais solidas e fortes que fez que os que ficariam para lutar se sentiram um pouco mais aliviados e prontos para lutar em defesa de suas vidas e de suas terras.

Suspirando fundo o paladino sai da cidade e vai para frente da muralha, acompanhado pelo Dante – Swasbucker, que se posicionam esperando a chegada dos outros companheiros e a entrada da horda. Mas quando percebem só aparece o mago para lutar ao lado deles.

Paladino: “Que foi que houve com Brian? Cadê ele?”

Ivan: “Ele disse que ia terminar de retirar a população da cidade, mas devíamos começar sem ele.”

Paladino: “Agora realmente ficou muito complicado, vamos ter grandes problemas para enfrentar esta multidão toda, vai ser realmente complicado fazer isso. Não temos poder suficiente para demorar muito tempo na frente deles.”

Dante: “Vixi assim tenho certeza que vamos passar desta para melhorar e bem rápido.”

Ivan: “Que isso, eu estou aqui. Vamos conseguir isso.”

Mas era nítido entre os aventureiros o nervosismo e o grande problema que eles tinham em mãos. Suas chances não melhoravam com o tempo, quando perceberam no horizonte se posicionava toda a horda e suas maquinas de guerra, que se organizavam para atacar a cidade.

No mesmo instante o mago Ivan começa a preparar as suas magias de proteção, o Swasbucker Dante prepara as suas armas e aquece para seus movimentos rápidos para o combate e o Paladino já ativa a sua aura da coragem, se transforma com o poder de sua montaria aumentando ainda mais a chance de combate e vitoria.

As catapultas se preparam para avançar e os orcs começam a lentamente avançar, os três aventureiros avançam em direção da horda para combatê-los o maximo que puder para sobreviver a esta situação.

O mago Ivan dispara uma bola de fogo em uma das catapultas destruindo a mesma e matando alguns orcs que estavam na catapulta e perto dela. Tanto o paladino e o Dante pulam enfrentando os orcs que avançam derrubando alguns durante este primeiro embate.

No mesmo momento os orcs retalharam o ataque, disparam as outras 3 catapultas, duas acertaram os muros. Tremeram, mas agüentou a primeira leva dos ataques, os orcs começam a correr em direção da muralha enquanto alguns ficam lutando com os aventureiros. Os orcs que correm em direção as muralhas são recebidos a flechadas, mas ainda assim por serem poucos defensores não conseguem segurar a todos que chegam aos muros e começam a escalar o mesmo.

Os aventureiros se desviavam o como podiam dos ataques dos orcs e revidavam na medida do possível, derrubando alguns, ferindo outros e fazendo com que a primeira leva recuasse. Enquanto Dante e o Paladino eliminava os orcs no corpo a corpo o mago Ivan lançava as suas mágicas para atrasar os ataques na muralha e destruir mais uma das catapultas. Que ainda resistiam aos ataques das grandes catapultas.

Por incrível que parece a primeira leva conseguiu ser rechaçada e enviada de volta as suas fileiras, mas os soldados da cidade já estavam exaustos e na sua maioria mortos, a próxima leva entraria na cidade não dando chance alguma a eles.

As catapultas estavam destruídas e fora de combate, agora so restavam eliminar o restante da horda e seus generais. Ao finalizar este pensamento, o grupo que respirava e retomava fôlego, vê tomando a frente das fileiras dos orcs um Orc Shaman. Este ostentava uma identificação de general e entra urrando ferozmente aos céus.

Orc Shaman

Texto por: Fenrir, Christian Alencar

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: