Skip to content

O que se deve evitar em um currículo de primeira linha

25, 06, 2009

Em inglês, existe o seguinte ditado: “Tudo o que vale a pena ser feito, vale a pena ser bem-feito” (Everything that is worth doing, is worth doing well). Nenhuma diretriz poderia ser mais apropriada ao profissional que embarca na tarefa de redigir seu currículo.

Muito se é lido sobre como elaborar um bom currículo, muitas vezes acertadamente, muitas vezes com algumas pequenas modificações, mas, hoje falo a você sobre como não elaborar um currículo.

Dicas que irão fazer um diferencial em seu currículo e ajudar o recrutador a triar o seu currículo para a respectiva seleção.

Listo abaixo algumas “proibições”. O que não deve ser absolutamente feito, na elaboração de um currículo de primeira linha:

Não descrever o empregador

Perdi a conta dos currículos que li no quais constava simplesmente o nome do empregador, em outras palavras, cabia ao leitor pesquisar para descobrir que tipo de empresa se tratava. É imprescindível, por esta razão, um descritivo, ainda que de apenas duas linhas, qualificando a empresa na qual se atuou. Lembre-se que ao qualificar seus ex-empregadores você estará valorizando seu histórico profissional.

Inventário geral (laundry list)

Uma lista infindável e não estruturada de habilidades e realizações serve unicamente para confundir, além de aborrecer o leitor. Contextualize suas contribuições no tempo e no espaço, em vez de listá-las aleatoriamente.

Mais de quatro páginas

Currículos com esta extensão são inadmissíveis, uma vez que denotam “falta de empenho”, por parte do profissional, em sintetizar sua carreira de forma lógica.

Fantasiar

Não ser modesto é bastante diferente de não ser honesto, por exemplo: “um curso de extensão em Harvard” é valioso e digno de nota, mas não é o mesmo que um : MBA em Harvard”.

Documentos Pessoais

Números de documentos, como CPF, RG e Título de Eleitor são totalmente irrelevantes na decisão de contratar ou não um profissional – simplesmente omita-os. Esses documentos serão valioso após a decisão de contratação, quando você estiver lidando com o Departamento Pessoal, mas, não na área de Recrutamento de uma empresa.

Salários e razões para desligamento das empresas

Esses assuntos devem ser discutidos durante a entrevista e jamais devem ser mencionados no currículo.

Questões de “fórum íntimo”

Questões como religião e filiação partidária não cabem num documento de caráter eminentemente profissional.

Referências

Deverão ser apresentadas somente quando solicitadas e não mencionadas no currículo.

Verbos na terceira pessoal do plural ou no gerúndio

O currículo é seu, portanto, os verbos devem ser utilizados na primeira pessoa do singular: “desenvolvi”; “implementei”; “liderei”.

Jargão profissional

Dê preferência a uma linguagem correta e simples, que seja acessível a todos. Nem todos os jargões são conhecidos de todos, ainda que sejam pessoas da mesma área.

Para que serve o currículo?

Sempre que você for elaborar seu currículo, lembre que eles costumam ter duas finalidades básicas: Gerar entrevistas e servir como guia para seus futuros entrevistadores. Portanto, a apresentação do mesmo deve ser não apenas correta, do ponto de vista lógico, estrutural, ortográfico e estético, como também instigante e estimulante. A idéia é que o leitor/empregador sinta-se tão envolvido por suas qualificações que resolva querer saber mais sobre você – daí surgem as oportunidades de entrevistas. Podemos dizer que o currículo é o trailer de um filme. A partir do trailer, você sente vontade de assistir o filme. Com o seu currículo, o entrevistador deve sentir vontade de gerar um contato com você!

Um currículo bem elaborado é amplamente apreciado pelos executivos envolvidos no recrutamento, pois esse documento fornece o roteiro perfeito para a entrevista. Com base nesse documento é que os recrutadores farão as perguntas sobre sua trajetória profissional, realizações e relacionamento com empregados anteriores.

Que objetivos o currículo deve atingir?

Há quatro objetivos principais que o currículo deve cumprir:

  1. Comunicar claramente seus objetivos profissionais;
  2. Demonstrar porque você está apto a desempenhar a função pretendida;
  3. Informar contribuições dadas em posições prévias;
  4. Apresentá-lo como profissional organizado e ambicioso (ambição saudável).

Este é o foco: pense no seu currículo como uma verdadeira obra de arte!

Tenham uma ótima semana! Fiquem todos com Deus!

Esta coluna é publicada às terças-feiras e é elaborada sob a coordenação da Consultora, Headhunter, colunista semanal do Jornal do Comércio, articulista do portal de  Administração e Diretora Executiva do Grupo Catho no Amazonas. Paula Pedrosa

E-mail com comentários e sugestões, favor enviar para: paula@cathoamazonas.com.br

Anúncios
One Comment leave one →
  1. 25, 06, 2009 9:36 am

    Essas dicas são muito boas… mesmo tendo muitoa coisa por aí tem gente que ainda exagera!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: